top of page

Animação brasileira PLACA-MÃE está em festivais internacionais

Atualizado: 17 de jul. de 2023

Ficção científica dirigida por Igor Bastos se passa em Minas Gerais e estreia nos cinemas no fim do segundo semestre deste ano; distribuição é da O2 Play


Cena da animação Placa-Mãe, de Igor Bastos | Divulgação/O2 Play

A animação brasileira Placa-Mãe, dirigida por Igor Bastos e que estreia nos cinemas no fim do segundo semestre deste ano, com distribuição da O2 Play, está no circuito internacional de festivais e premiações da indústria cinematográfica. Placa-Mãe é o primeiro longa-metragem de animação produzido no interior de Minas Gerais e o segundo quando se trata do estado de Minas. O filme foi feito ao longo de quatro anos e meio nas cidades de Divinópolis e Nova Serrana e contou com mais de 250 profissionais envolvidos.


 

CONTINUE APÓS A PUBLICIDADE



 

Cena da animação Placa-Mãe, de Igor Bastos | Divulgação/O2 Play

A animação está selecionada para a 24ª Semana Internacional do Cine Fantástico de Costa del Sol, na Espanha, e para o 4º Festival Infantil Tejiendo Cine, no Equador. Além disso, concorre na 14ª edição do Festival Internacional de Cine con Valores (FIC Valores), do México, a Melhor Filme, no Lisboa Indie Film Festival (LISBIFF), de Portugal, a Melhor Diretor e Melhor Filme, e no New York International Film Awards (NYIFA), dos Estados Unidos,a Melhor Filme e Melhor Roteiro.


 

CONTINUE APÓS A PUBLICIDADE



 

Placa-Mãe é uma ficção científica que se passa em Minas Gerais, um dos grandes cenários políticos da história do Brasil. No filme, Nadi é uma andróide com cidadania que ganha o direito de adotar duas crianças, David e Lina. No entanto, Asafe, um político e digital influencer sensacionalista, cria diversas polêmicas sobre o caso com o intuito de gerar popularidade para sua candidatura a presidente do Senado. Em meio a tudo, um mal entendido leva David a fugir e viver aventuras – consequentemente, Nadi deve decidir entre manter a sua cidadania ou avisar a fuga às autoridades.

"Eu defino Placa-Mãe carinhosamente como 'sci-fi da roça'. Queria pensar em uma Minas Gerais do futuro, algo que a gente não tem imageticamente definido. Isso foi um desafio porque a ideia de futuro está sempre ligada a algo meio apocalíptico ou oriental. Então queríamos trazer outra visão: um Brasil que parece andar por soluços", afirma o diretor Igor Bastos.

"Levar o filme para festivais internacionais é muito prazeroso, mas também inesperado. Quando começamos Placa-Mãe, não esperávamos que a animação fosse ganhar o mundo nessa velocidade ou que iríamos concorrer com live-actions e documentários. Foi uma surpresa muito boa. Estamos felizes em dar visibilidade ao nosso trabalho", completa o cineasta.

Ficha técnica

Direção e roteiro: Igor Bastos

Direção de arte: Elisa Guimarães

Produção executiva: Lázaro Camilo, Sávio Leite e Christopher Costa

Assistente de direção: Christopher Costa

Assessoria jurídica: Henrique Amorin

Controller: Roberta Abreu

Storyboard: Elton Caetano, Tatiane Kawanishi e Elisa Guimarães

Direção de som: Kiko Ferraz e Christian Vaiz

Trilha sonora: Léo Henkin e Kiko Ferraz

Direção de voz original: Kiko Ferraz e Renan Ramme

Mixagem e edição de diálogos: Ricardo Costa da Silva

Foley: Felipe Burger Marques

Animação: Amanda Menezes, Ana Carolina Barrionovo, Felipe Leopoldino, Heitor Coelho, Heitor Guimarães, Julia Lyra, Lais Isabela, Duda Salgado, Eloá Goulart, Matheus Brasileiros, Micaelle Britto, Teiciany Fontes, Williane Celis, Ana Clara Veloso, João Rafael

Sobre a distribuidora O2 Play

A O2 Play é dirigida por Igor Kupstas sob a tutela de Paulo Morelli, sócio da O2 Filmes. A distribuidora faz parte do grupo O2, que também tem como sócios o cineasta Fernando Meirelles e a produtora Andrea Barata Ribeiro.

Em atividade desde 2013, a O2 Play se diferencia das demais distribuidoras por trabalhar, além do cinema, TV e vendas internacionais, o VOD (Video on Demand) – licenciando conteúdo para além de 30 plataformas digitais.

Já foram mais de 80 filmes lançados em cinemas, entre títulos brasileiros premiados, como Sócrates e Chorão - Marginal Alado, e internacionais, em parceria com a Netflix, como O Irlandês, Dois Papas, Não Olhe Para Cima, Bardo e Pinóquio por Guillermo Del Toro – estes dois últimos indicados ao Oscar® 2023.

A lista de longas ainda inclui parcerias com a MUBI: Annette, que abriu o Festival de Cannes 2021 e conquistou o Prêmio de Melhor Direção, Crimes of the Future, que estreou no Festival de Cannes 2022, o vencedor do Oscar® 2022 de Melhor Filme Internacional Drive My Car, o vencedor do Prêmio de Melhor Atriz no Festival de Cannes 2022 Holy Spider, o indicado ao Oscar® 2023 de Melhor Ator Aftersun e o indicado ao Oscar® 2023 de Melhor Filme Internacional Close

Mais informações no site da O2 Play.

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page