top of page

Como Brinquedos e Brincadeiras entre Pais e Filhos Fortalecem os Vínculos Familiares

5 Benefícios dos brinquedos e brincadeiras no desenvolvimento infantil e interação familiar


Fonte: Big Mãe


Através do brincar a criança constrói seu próprio jeito de observar o mundo e aprende a interagir com a realidade. Brincando, são desenvolvidas habilidades psicomotoras, sociais, físicas, afetivas e cognitivas. Além disso, o momento da brincadeira é importante para a união familiar e criação de memórias com os pequenos.


O Brinquedo livre, um marketplace exclusivo para brinquedos que mantém seu foco na economia circular ao impulsionar a venda de brinquedos usados, criou uma lista muito legal mostrando os benefícios do compartilhamento de momentos divertidos brincando em família. Confira:

 

CONTINUE APÓS A PUBLICIDADE



 

1. Capacidade de resolver problemas

Brincando a criança explora livremente a sua imaginação e todo o seu corpo. Nas atividades lúdicas as regras são inexistentes, o pequeno observa o ambiente ao seu redor e cria sua própria forma de interagir com ele. Através dos pensamentos inovadores na forma de brincar e com o que brincar, são desenvolvidas habilidades artísticas, espaciais e de lógica. A criança aprende a pensar de forma criativa além de desenvolver caminhos diversos para resolução de problemas.

2. Empatia e colaboração

As brincadeiras em família resultam em uma socialização para a criança, ao dividirem, auxiliarem os pais e serem auxiliados na forma de manusear os brinquedos. Os pensamentos de cooperação surgem através da interação, assim a criança que brinca com outras pessoas, desenvolve a socialização e empatia a longo prazo. Nas atividades divertidas, os pequenos sugerem, argumentam, colaboram e lidam com ideias diferentes.



 

CONTINUE APÓS A PUBLICIDADE



 

3. Pensamento criativo

Ao brincar em família as crianças desenvolvem o pensamento criativo. Cantando, manuseando um brinquedo, encenando e dançando, as crianças podem aperfeiçoar sua habilidade de criar e inovar. Os adultos se beneficiam desses momentos com um novo olhar sobre o seu cotidiano. Já as crianças criam seus conceitos de vida por meio desses momentos. A forma com que elas criarão e lidarão com as ações divertidas pode auxiliar na maneira de lidar com as atividades do dia a dia.

4. Desenvolvimento cognitivo

Uma pesquisa da Universidade norte-americana Wisconsin–Madison, analisou o cérebro de 128 crianças sem o estímulo para brincar. Os resultados mostraram que elas possuíam as estruturas cerebrais responsáveis pelas emoções e memórias menos desenvolvidas em relação às crianças que tiveram esse incentivo. O ato de brincar desenvolve cognitivamente os pequenos e para ajudar nesse processo os jogos de tabuleiro e os brinquedos de montar e desmontar são bons aliados. 5. Melhora na relação e comunicação familiar

Brincando, as crianças e os familiares se unem de forma descontraída, conversam, impõem limites e aprendem a trabalhar em equipe. Essas atividades são lembradas pelos pequenos em seu cotidiano, e assim passam a ter uma comunicação mais transparente, compreensiva e empática com seus familiares.


Fonte: Família sorrindo, Instituto Brasileiro de Fluência

Commentaires


image.png
Banner - Férias de julho no Paramount+.gif
bottom of page